Nuvens




O ano de 2020 trouxe muitas surpresas a humanidade. Manchetes catastróficas ocupam os jornais que, dia após dia, mostram um considerável número de vítimas de uma ou outra fatalidade. O coronavírus COVID-19 faz a terra cambalear como um ébrio; hospitais lotados, famílias que não podem despedir dos seus entes de forma digna, e o desespero que se instala enfraquecendo a esperança de muita gente.

Nuvem de gafanhotos

Porém, o coronavírus não é o único problema que o mundo enfrenta. Podemos destacar aqui outra ameaça que tem agravado o sofrimento da humanidade: a nuvem de gafanhotos. Um site de notícias brasileiro afirmou o seguinte sobre o fenômeno: “os gafanhotos podem afetar a atividade agrícola, e, indiretamente, a pecuária, porque os insetos se alimentam de recursos usados nesta atividade. Eles também causam danos à vegetação nativa. Pode haver 40 milhões de gafanhotos em cerca de 1 km². Eles consomem em um dia o equivalente a consumo alimentar de 2 mil vacas ou 350 mil pessoas, explicou o engenheiro agrônomo argentino Héctor Medina[i] (BBC NEWS BRASIL, 2020). Embora esses insetos não causem danos a nós diretamente, eles consomem de forma severa os nossos recursos trazendo prejuízos enormes. Vários países já foram afetados pelas tropas de gafanhotos.

Nuvem de poeira

Adicionado a este, temos outro problema: a nuvem de poeira Godzila. Este é mais um fenômeno da natureza e ocorre várias vezes no deserto africano do Saara, mas este ano o evento parece ter sofrido uma intensificação. “O fenômeno causa uma deterioração considerável na qualidade do ar, segundo relatou o cientista Eugenio Mojena. […] Ele explica que as nuvens de poeira são carregadas com material altamente prejudicial à saúde humana, como ‘ferro, cálcio, fósforo, silício e mercúrio’, além de ‘vírus, bactérias, fungos, ácaros patogênicos, estafilococos e poluentes orgânicos’” (G1 NOTÍCIAS, 2020)[i]. Segundo especialistas, a nuvem de poeira traz um risco extra para a saúde humana já afetada pelo COVID-19. Pessoas que sofrem com problemas respiratórios devem redobrar os cuidados onde a presença do fenômeno está chegando. Alguns países foram cobertos pela nuvem de poeira também.

Nuvens sem água

Será que poderíamos acrescentar mais males à estes? Infelizmente sim. Muito pior que as nuvens de gafanhotos, ou a nuvem de poeira Godzila, são as “nuvens sem água”. Estas últimas são as piores de todas, pois diferente das demais, elas podem causar danos espirituais eternos para nós. Judas, meio-irmão do Senhor, alertou os crentes do seu tempo quanto à alguns que “se introduziram furtivamente” na Igreja (Jd 4). Ele ainda ressaltou: “Estes são manchas em vossas festas de amor, banqueteando-se convosco, e apascentando-se a si mesmos sem temor; são nuvens sem águas, levadas pelos ventos de uma para outra parte” (Jd 12). Judas estava se referindo aos apóstatas dissolutos que semeavam falsas doutrinas entre os crentes; eram como “nuvens sem água” porque aparentavam espiritualidade, mas interiormente eram secos e vazios, não tendo nada a oferecer às almas sedentas e cansadas. Eles até trovejavam, faziam muito barulho, mas era apenas uma falsa esperança de chuva pois não tinham conteúdo de verdade. Bem afirmou o filho de Davi: “Como nuvens e ventos que não trazem chuva, assim é o homem que se gaba falsamente de dádivas” (Pv 25.14). Essas nuvens não foram dissipadas, há muitas delas em nossos dias.

Enquanto a “Godzila” e as nuvens de gafanhotos atingem parte do mundo, as “nuvens sem água” estão em todo o lugar onde há a presença do Santo Evangelho. Falsos mestres, falsos profetas e falsos apóstolos, estão por toda parte perturbando a doutrina pura da Santa Escritura, e nós cristão devemos ter percepção espiritual para discernir o verdadeiro e o falso. Muitos deixaram a fé, outros estão decepcionados e outros estão confusos; as “nuvens sem água” são uma ameaça a Igreja e nós cristãos devemos estar profundamente comprometidos com a Palavra para não sermos enganados.

A Nuvem da Presença

Porém, a Bíblia nos aponta uma nuvem diferente. Nós podemos nomeá-la de “A Nuvem da Presença”, ou se preferir, “A Nuvem do Desconhecido” como dizia A.W Tozer. Nos dias de Moisés Deus se manifestou várias vezes em uma nuvem. Não era uma nuvem comum, era a nuvem da glória do SENHOR (Êx 16.10). Não seria uma boa experiência estar no meio de uma nuvem de gafanhotos, muito menos numa nuvem de ar seco vindo do deserto; mas você já parou para pensar como é estar na Nuvem da Presença de Deus? Quando Moisés subiu ao Sinai, “a nuvem cobriu o monte. E a glória do SENHOR repousou sobre o monte Sinai, e a nuvem a cobriu por seis dias; e ao sétimo dia chamou a Moisés do meio da nuvem” (Êx 24.15,16). Aquela era uma terrível experiência da glória de Deus, e diz a Bíblia que “Moisés entrou no meio da nuvem” (Êx 24.18). Não há nada mais espantoso, assombroso e temível do que a Nuvem da Presença; assim também, não há nada mais glorioso, maravilhoso e belo do que esta experiência aterrorizadora! Nada mais assustador, nada mais seguro. Aquele homem entrou na Presença de Deus, por isso ele não precisava temer nada mais!

Querido (a) irmão (ã), não deixe se abater por estas notícias chocantes. A mesma coluna de nuvem que guiou Israel no deserto está sobre nós; o cuidado de Deus nunca se afastou daquele povo e também nunca se afastará de você (Êx 13.21,22)! A direção de Deus estava na coluna de nuvem no deserto, e a glória do Senhor estava na nuvem do Sinai; cremos que nestes dias difíceis Deus dará direção ao Seu povo e se revelará de forma gloriosa a ele. O mundo entra em desespero porque não tem em quem se refugiar, mas o Senhor nos chama para “entrar na nuvem”, no secreto da Sua Presença. Não tenha medo, refugie-se em Deus. Nuvens perigosas assolam a Terra, mas aquele que, como Moisés entrar na “Nuvem da glória”, embora não esteja imune, estará seguro no Senhor.

Em Cristo,

Gabriel Oliveira


i BBC NEWS BRASIL, Nuvem de gafanhotos: o que se sabe sobre ameaça à agricultura que se aproxima do Brasil. Disponível em: < https://noticias.r7.com/internacional/nuvem-de-gafanhotos-o-que-se-sabe-sobre-ameaca-a-agricultura-que-se-aproxima-do-brasil-24062020 >. Acesso em: 02/07/2020

ii G1 NOTÍCIAS, ‘Nuvem de poeira Godzilla’ atinge Cuba e prejudica qualidade do ar na Flórida. Disponível em: < https://g1.globo.com/natureza/noticia/2020/06/25/nuvem-de-poeira-godzila-atinge-cuba-e-prejudica-qualidade-do-ar-na-florida.ghtml>. Acesso em: 02/07/2020