Mães “influencers” na fé cristã dos filhos.




Na era moderna, destacam-se os indivíduos denominados “influencer digital”, que segundo definição da Wikipédia são “Pessoas, personagens que se popularizam em redes sociais, gerando conteúdo; é um indivíduo que exerce impacto acima da média, ou seja, influencia a opinião de outros indivíduos.”

Nesta oportunidade, quero escrever sobre a Mãe Cristã no papel de influencer. Ser mãe é ser líder espiritual, canal de Deus, é ter poder de influência de forma tão abundante na vida das nossas crianças. Devemos ter o cuidado de não transferir essa responsabilidade para outros, mas aproveitar para exercer aquilo que Deus confiou a nós. A Mulher Cristã possui um grande poder de transformação social, e tudo começa na nossa casa, quando desempenhamos o nosso papel com ousadia e dignidade.

Uma pesquisa realizada pelo Barna aponta que 68% dos Cristãos americanos, ao serem perguntados sobre de quem receberam influência em relação ao exercício de sua fé, responderam que foi de suas mães. Na família Cristã, os pais ficaram com 46% e avôs com 37%.

Os Adolescentes cristãos também disseram acerca de suas mães: “encoraja-me a ir a igreja”, “ fala comigo sobre o perdão de Deus” e “ me ensina sobre a Bíblia”; como revela a pesquisa.

Você já imaginou o quanto podemos influenciar na vida dos nossos filhos? De forma positiva ou negativa.

Observo no meu cotidiano minhas duas crianças de naturezas tão diferentes, mas já replicando muitos atos meu, seja pelo jeito de olhar quando disciplinada, o argumentar pra justificar uma atitude e tantos outros comportamentos com os quais me identifico na hora.

No que diz respeito ao mundo espiritual, podemos ver esse poder de influência como uma missão e devemos cumpri-la com muito zelo e carinho. Por isso formos revestidas de autoridade espiritual, uma arma que deve ser usada a favor dos filhos.

Na Bíblia Sagrada encontramos várias referências que nos encorajam a assumir esse papel de influenciadora. Como as destacadas a seguir:

“Que todas estas palavras que hoje lhe ordeno estejam em seu coração. Ensine – as com persistência a seus filhos. Converse sobre elas quando estiver sentado em casa , quando estiver andando pelo caminho , quando se deitar e quando se levantar. Amarre- as como sinal nos braços, e prenda-as na testa. Escreva- as nos batentes da portas de sua casa e em seus portões.” Deuteronômio 6: 6-9.

As mães educavam seus filhos nos sete primeiros anos de vida, e depois eles iam aprender nas sinagogas.

Lembram de Timóteo ? Aprendeu a palavra de Deus pela boca de sua mãe, conforme testemunhou o apóstolo Paulo: “Tú, porém, permanece naquilo que aprendestes e naquilo que fostes inteirado, sabendo de quem o aprendeste e que, desde a infância, sabes as sagradas letras, que podem tornar-te sábio para a salvação pela fé em Cristo Jesus.”

2 Timóteo 3:14-15

Percebe-se nisso tudo que são legados que deixamos para eles, inclusive a nossa fé. Eunice, mãe de Timóteo, e sua avó Loíde nutriram a fé que nasceu naquele jovem. A fé vem pelo ouvir e o ouvir a palavra de Deus, mães que oram pelos filhos e com os filhos, sem sombra de dúvidas, deixam uma marca profunda na alma deles.

Outra tão potente forma de influenciar é o nosso testemunho, “ ele grita para os nossos filhos”, por isso devemos nos atentar para a maneira como procedemos desde no nosso cotidiano até nas situações mais diversas.

Amadas, não se trata de um “Público” qualquer, trata- se daqueles que a Bíblia nos revela como herança do Senhor a nós, e, por mais difícil que pareça ser, podemos contar com ajuda de Deus para desempenhar da melhor forma possível essa função, pois somos “escultoras de vidas”.

Influencie teus filhos a amarem a Deus acima de qualquer coisa,
Ensine-os a palavra de Deus,
Ensine-os a fé pura em Cristo,
Ensine-os a servir a Deus.
Terá galardão para o seu trabalho.
“levantam-se seus filhos e lhe chamam de ditosa.”. Provérbios 31: 28
Deus abençoe, um forte abraço!


Sua irmã em Cristo
Erilany Allied Freitas