As Dez Pragas do Egito




A paz do Senhor Jesus queridos leitores. A Páscoa se aproxima e temos conteúdo novo em nossa coluna. Hoje a Larissa e o Samuel vão contar uma história muito interessante que relata como Deus cuida dos seus filhos.

O povo de Deus estava sendo escravizado há 400 anos no Egito, e chegou o momento em que Deus decide libertá-lo. Ele mandou Moisés para ser o libertador do povo hebreu, mas Faraó o Rei do Egito endureceu o coração e não queria deixar o povo ir.

Deus então operou grandes maravilhas para libertar o seu povo do sofrimento. Enviou dez pragas que vamos conhecer agora:

1ª – Na primeira praga, Deus transformou o rio Nilo em sangue e não tinha água para os egípcios beberem, mas do lado do povo de Deus tinha água limpinha! Mesmo assim Faraó não deixou o povo ir.

2ª – Na segunda praga, o Egito ficou infestado de rãs. Em todos os lugares, tinham muitas e muitas rãs, mesmo assim Faraó não deixou o povo ir.

3ª – Na terceira praga, os piolhos invadiram aquele país, e mais uma vez Faraó endureceu o coração.

4ª – Na quarta praga, os egípcios entraram em desespero com a quantidade de moscas que apareceram.

5ª – Na quinta praga, uma grave doença se abateu sobre os animais e muitos morreram, causando grande prejuízo para o Egito.

6ª – Na sexta praga, feridas apareceram nos homens e nos animais, causando muito sofrimento, e Faraó continuou endurecido.

7ª – Na sétima praga, uma chuva de pedra caiu sobre aquele país, acabando com o resto dos animais e das plantações.

8ª – Na oitava praga os gafanhotos chegaram e destruíram as árvores e a vegetação.

9ª – Na nona praga, o Egito inteiro ficou em trevas, uma grande escuridão! Mas uma coisa maravilhosa acontecia na casa do povo de Deus. Lá o sol brilhava e era tudo claro.

10ª – A décima praga foi a pior de todas. O anjo da morte passou pelo Egito e matou todos os primogênitos, mas na casa dos hebreus ninguém morreu, porque o sangue do Cordeiro estava em suas portas e os protegeu da morte. Faraó ficou desesperado e falou para Moisés e o povo saírem do país o mais rápido possível. E assim o povo de Deus foi libertado.

Deus é um Deus de amor e cuida dos seus filhos onde quer que eles estejam, mas é importante sempre obedecer aos seus mandamentos.

Que Deus abençoe a todos!