29 anos IPJC (Poesia)




Vinte e nove anos se passaram,
Como o nascer da alvorada:
Brados de fé que se ecoaram,
Início de uma nova jornada,
Marcada por lágrimas que molharam,
O trilhar da caminhada,
Das almas que se salvaram,
Como luz no fim da estrada!
Solo em que muitos se ajoelharam,
Porta jamais fechada,
Pelos rincões do Brasil se espalharam
Duas linhas bem traçadas,
Azul e vermelho se juntaram
Identificando a Obra chegada;
Corações sinceros que não se desviaram,
Vidas verdadeiramente abnegadas;
Obreiros e membros que se levantaram,
Vivendo a Palavra pregada;
Lutas e aflições se passaram,
Persistência registrada;
Lauréis e alegrias delinearam,
Mais uma estação inaugurada:
Semeando a preciosa semente,
Com lágrimas e sorrisos, persistente,
No temor da Palavra, jamais displicente
Aguardando a promessa do Deus clemente,
Que Cristo virá, brevemente
E levará para Si, nossa Igreja amada!

Vinte e nove anos se passaram;
Só não passou nossa gratidão, bem fundamentada.

Parabéns, IPJC!
(Tatiane Nascimento)